Josemaría Escrivá Obras
632

A hipocrisia faz levar sempre os que a cultivam a uma vida de mortificação amarga e rancorosa.


633

Diante de propostas como a de Herodes - "Ide e informai-vos pontualmente do que há sobre esse Menino e, quando O tiverdes encontrado, avisai-me para eu ir também adorá-Lo" - peçamos ao Espírito Santo a sua ajuda, para que nos guarde dos "favorecimentos" ou das "boas promessas" de pseudo-bem intencionados.

Não nos há-de faltar a luz do Paráclito, se, como os Magos, procuramos a verdade e falamos com sinceridade.


634

Há quem se incomode porque dizes as coisas com toda a clareza? Talvez tenham a consciência turva e necessitem de encobri-la desse modo.

Persevera na tua conduta, para ajudá-los a reagir.


635

Enquanto interpretares com má fé as intenções alheias, não tens direito a exigir compreensão para ti mesmo.


636

Dizes continuamente que é necessário corrigir, que é preciso reformar. Pois bem: reforma-te tu (que bem precisas!) e terás começado a reforma.

Antes disso, não darei crédito às tuas proclamações de renovação.


637

Há pessoas tão farisaicas, que se escandalizam... ao saberem que outros repetem exactamente o mesmo que antes escutaram dos seus lábios!


638

És tão intrometido, que parece que a tua única missão é investigar a vida do próximo! E quando, por fim, tropeçaste com um homem digno, de vontade enérgica, que não te deixou abusar, lamentas-te publicamente como se te tivesse ofendido.

A esse ponto chega a tua falta de pudor e a tua consciência deformada... e a de tantos!


639

Numa só jogada pretendes apropriar-te da "honradez" da opinião verdadeira e das "vantagens" pouco nobres da opinião contrária...

Isso, em qualquer língua, chama-se duplicidade.


640

Que "bondade" a daqueles! Estão dispostos a "desculpar"... o que só merece louvor.


641

É velho o truque do perseguidor que se diz perseguido. O povo denunciou-o há muito tempo num adágio claro e preciso: "fazer o mal e a caramunha".


642

Será verdade que, infelizmente, abundam os que faltam à justiça com as suas calúnias, e depois invocam a caridade e a honradez, para que a sua vítima não possa defender-se?


643

Pobre ecumenismo o que anda na boca de muitos católicos, que maltratam outros católicos!


644

Que errada visão de objectividade! Focam as pessoas ou as obras com as lentes deformadas dos seus próprios defeitos, e, com azeda desvergonha, criticam ou permitem-se dar conselhos!

Propósito concreto: ao corrigir ou ao aconselhar, falar na presença de Deus, aplicando essas palavras à nossa conduta.


645

Nunca recorras ao método, sempre deplorável, de organizar campanhas caluniosas contra ninguém. Muito menos com intuitos moralizadores, que nunca justificam uma acção imoral.


646

Não há desapaixonamento nem rectidão de intenção nos teus conselhos, se te incomoda ou consideras uma prova de desconfiança que se oiçam também outras pessoas de provada formação e recta doutrina.

Se, realmente, como dizes, te interessa o bem das almas, ou a afirmação da verdade, por que te ofendes?


647

Maria nem a José comunica o mistério que Deus tinha operado n'Ela! - Para que nos acostumemos a não ser superficiais, a encaminhar devidamente as nossas alegrias e as nossas tristezas, sem procurar que nos louvem ou se compadeçam de nós. "Deo omnis gloria!" - tudo para Deus!


Anterior Seguinte