Josemaría Escrivá Obras
520

A alegria cristã não é fisiológica: o seu fundamento é sobrenatural, e está por cima da doença e da contradição.

Alegria não é alvoroço de guizos ou de baile popular.

A verdadeira alegria é algo mais íntimo: algo que nos faz estar serenos, transbordantes de gozo, mesmo que, às vezes, o rosto permaneça grave.

Anterior Ver capítulo Seguinte