Josemaría Escrivá Obras
518

A mortificação tem de ser contínua, como o bater do coração: assim teremos domínio sobre nós próprios e viveremos com os outros a caridade de Jesus Cristo.

Anterior Ver capítulo Seguinte