Josemaría Escrivá Obras
266

Se nos sentimos filhos predilectos do nosso Pai dos Céus - é o que somos! -, como é que não estamos sempre alegres? Pensa bem nisto.

Anterior Ver capítulo Seguinte