Josemaría Escrivá Obras
218

Afasta de ti essa prudência humana que te faz tão precavido, perdoa-me!, tão cobarde.

- Não sejamos pessoas de via estreita, homens ou mulheres menores de idade, de vistas curtas, sem horizonte sobrenatural...! Porventura trabalhamos para nós? Não!

Pois, então, digamos sem medo: - Jesus da minha alma, trabalhamos para Ti, e... vais negar--nos os meios materiais? Bem conheces como somos ruins; contudo eu não me conduziria assim com um criado que me servisse...

Por isso esperamos, temos a certeza que nos darás o necessário para te servir.

Anterior Ver capítulo Seguinte