Josemaría Escrivá Obras
788

Pureza da intenção. - As sugestões da soberba e os ímpetos da carne, logo os conheces... e lutas, e, com a graça, vences.

Mas os motivos que te levam a agir, mesmo nas acções mais santas, não te parecem claros... e sentes uma voz lá dentro que te faz ver intuitos humanos..., com tal subtileza que se infiltra na tua alma a intranquilidade de pensar que não trabalhas como deves - por puro Amor, só e exclusivamente para dar a Deus toda a sua glória.

Reage logo, de cada vez, e diz: "Senhor, para mim nada quero. - Tudo, para a Tua glória e por Amor".

Anterior Ver capítulo Seguinte