Josemaría Escrivá Obras
367

O manjar mais delicado e selecto, se o comer um porco (que assim se chama, sem licença), converte-se, quando muito, em carne de porco!

Sejamos anjos, para dignificar as ideias, ao assimilá-las. - Ao menos, sejamos homens, para converter os alimentos pelo menos em músculos nobres e belos, ou talvez em cérebro potente... capaz de entender e adorar a Deus.

- Mas... não sejamos bestas, como tantos e tantos!

Anterior Ver capítulo Seguinte