Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
  Via Sacra > Nona estação. Jesus cai pela terceira vez > Ponto 9
9

O Senhor cai pela terceira vez, na ladeira do Calvário, quando faltam apenas quarenta ou cinquenta passos para chegar ao cume. Jesus não se aguenta em pé: faltam-Lhe as forças e jaz, esgotado, por terra.

Entregou-se porque quis; maltratado, não abriu a boca, como cordeiro levado ao matadoiro, como ovelha muda ante os tosqueadores (Is LIII, 7).

Todos contra Ele...: os da cidade e os forasteiros, e os fariseus, e os soldados, e os príncipes dos sacerdotes... Todos verdugos. Sua Mãe - minha Mãe -, Maria, chora.

Jesus cumpre a vontade de Seu Pai! Pobre: nu. Generoso: que lhe falta entregar? Dilexit me et tradidit semetipsum pro me (Gal II, 20), amou-me e entregou-Se, até à morte, por mim.

Meu Deus!, que eu odeie o pecado e me una a Ti, abraçando-me à Santa Cruz, para cumprir, por meu lado, a Tua Vontade amabilíssima..., nu de todo O afecto terreno, sem outro alvo que a Tua glória.... generosamente, não reservando nada para mim, oferecendo-me conTigo em perfeito holocausto.

PONTOS DE MEDITAÇÃO

1. O Senhor já não pode levantar-Se: tão gravoso é o peso da nossa miséria. Levam-nO até ao patíbulo como um fardo. Ele tudo deixa, em silêncio.

Humildade de Jesus. Aniquilamento de Deus que nos levanta e exalta. Entendes, agora, porque te aconselhei que pusesses o teu coração no chão, para que os outros o calquem?

2. Quanto custa chegar até ao Calvário!

Tu também tens de vencer-te para não abandonar o caminho... Essa luta é uma maravilha, uma autêntica prova do amor de Deus, que nos quer fortes, porque virtus in infirmitute perficitur (2 Cor XII, 9), a virtude fortalece-se na debilidade.

O Senhor sabe que, quando nos sentimos frouxos, nos aproximamos d'Ele, rezamos melhor, mortificamo-nos mais, intensificamos o amor ao próximo. Assim nos tornamos santos.

Dá muitas graças a Deus por permitir que haja tentações,... e porque lutas.

3. Queres acompanhar Jesus de perto, muito de perto?... Abre o Santo Evangelho e lê a Paixão do Senhor. Mas só ler, não: viver. A diferença é grande. Ler é recordar uma coisa que passou; viver é estar presente num acontecimento que sucede agora mesmo, ser uma pessoa mais naquelas cenas.

Então, deixa que o teu coração se expanda, que se ponha junto do Senhor. E, quando reparares que se escapa - que és cobarde, como os outros -, pede perdão pelas tuas cobardias e pelas minhas.

4. Parece que o mundo te cai em cima. À tua volta não se vislumbra uma saída. Desta vez, é impossível superar as dificuldades.

Mas, tornaste a esquecer que Deus é teu Pai?: omnipotente, infinitamente sábio, misericordioso. Ele não pode enviar-te nada mau. Isso que te preocupa, convém-te, ainda que os teus olhos de carne estejam agora cegos.

Omnia in bonum! Senhor, que, mais uma vez e sempre, se cumpra a Tua sapientíssima Vontade!

5. Agora compreendes quanto fizeste sofrer Jesus, e enches-te de dor: como lhe pedes perdão, deveras e choras pelas tuas traições passadas! Não te cabem no peito as ânsias de reparar!

Bem. Mas não esqueças que o espírito de penitência está principalmente em cumprir, custe o que custar, o dever de cada instante.

[Imprimir]
 
[Enviar]
 
[Palm]
 
[Gravar]
 
Traduzir ponto para:
Anterior Seguinte