Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
  Via Sacra > Décima terceira estação. Jesus é decido da Cruz e entregue à sua Mãe > Ponto 13
13

Mergulhada na dor, Maria está junto da Cruz. E João, com Ela. Mas faz-se tarde, e os judeus insistem para que se tire o Senhor dali.

Depois de ter obtido de Pilatos a licença que a lei romana exige para sepultar os condenados, chega ao Calvário um senador chamado José, varão bom e justo, oriundo de Arimateia. Ele não tinha concordado com a condenação nem com a execução; ao contrário, era dos que esperavam o reino de Deus (Lc XXIII, 50-51). Com ele vem também Nicodemos, o mesmo que anteriormente tinha ido de noite encontrar-se com Jesus, trazendo uma mistura de mirra e aloés, de quase cem libras (Jo XIX, 39).

Não eram conhecidos, publicamente, como discípulos do Mestre; não se encontravam nos grandes milagres nem O acompanharam na Sua entrada triunfal, em Jerusalém. Agora, no momento mau, quando os outros fogem, não temem comprometer-se pelo seu Senhor.

Tomam os dois o corpo de Jesus e deixam-nO nos braços de Sua Santíssima Mãe. Renova-se a dor de Maria.

Para onde foi o teu Amado, ó mais formosa das mulheres? Para onde partiu quem tu amas, e procurá-lo-emos contigo (Cant. V, 17)?

A Virgem Santíssima é nossa Mãe e não queremos, nem podemos, deixá-la sozinha.

PONTOS DE MEDITAÇÃO

1. Veio salvar o mundo, e os Seus negam-nO ante Pilatos. Ensinou-nos o caminho do bem, e arrastam-nO pela via do Calvário.

Deu exemplo em tudo, e preferem um ladrão homicida. Nasceu para perdoar, e, sem motivo, condenam-nO ao suplício.

Chegou por caminhos de paz, e declaram-Lhe guerra. Era a Luz, e entregam-nO ao poder das trevas. Trazia Amor, e pagam-lhe com ódio. Veio para ser Rei, e coroam-nO de espinhos.

Fez-Se servo para nos libertar do pecado, e cravam-nO na Cruz. Incarnou para nos dar a Vida, e nós recompensamo-lo com a morte.

2. Não compreendo o teu conceito de cristão.

Achas que é justo que o Senhor tenha morrido crucificado e tu te conformes com "ir andando"?

Esse "ir andando" é o caminho áspero e estreito de que Jesus falava?

3. Não admitas o desalento no teu apostolado. Não fracassaste, como tão-pouco Cristo fracassou na Cruz. Ânimo!... Continua contracorrente, protegido pelo Coração Materno e Puríssimo da Senhora; Sancta Maria, refugium nostrum et virtus!, és o meu refúgio e a minha fortaleza.

Tranquilo. Sereno... Deus tem muito poucos amigos na Terra. Não desejes sair deste mundo. Não recuses o peso dos dias, ainda que, por vezes, se nos tornem muitos longos.

4. Se queres ser fiel, sê muito mariano. A Nossa Mãe, desde a embaixada do Anjo até à sua agonia ao pé da Cruz, não teve outro coração nem outra vida que a de Jesus.

Recorre a Maria, com terna devoção de filho, e Ela alcançar-te-á essa lealdade e abnegação que desejas.

5. "Não valho nada, não posso nada, não tenho nada, não sou nada..."

Mas Tu subiste à Cruz, para que eu possa apropriar-me dos Teus méritos infinitos. E ali recolho também - são meus, porque sou seu filho - os merecimentos da Mãe de Deus e os de S. José. E apodero-me das virtudes dos santos e de tantas almas entregues...

Depois, lanço um olhar à minha vida e digo: ai, meu Deus, isto é uma noite cheia de escuridão! Só, de vez em quando, brilham uns pontos luminosos, pela Tua grande misericórdia e pela minha pouca correspondência... Tudo isto Te ofereço, Senhor, não tenho outra coisa.

[Imprimir]
 
[Enviar]
 
[Palm]
 
[Gravar]
 
Traduzir ponto para:
Anterior Seguinte