Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
Sulco Sulco > Introdução  
"O que nestas páginas aparece é a própria vida do cristão, na qual – ao passo de Cristo – o divino e o humano se entrelaçam sem confusão, mas sem solução de continuidade." (Mons. Álvaro del Portillo, Apresentação).

Tal como Caminho, Sulco é fruto da oração pessoal e da experiência de almas de São Josemaría Escrivá. Composto também por pontos de meditação, apresenta uma atractiva visão das virtudes humanas. "Sulco quer alcançar a pessoa inteira do cristão - corpo e alma, natureza e graça -, e não só a inteligência", escreveu Mons. Álvaro del Portillo numa nota de apresentação do livro.

São Josemaría tinha deixado o livro preparado para a sua publicação faltando apenas a revisão final, que não teve tempo de fazer. A primeira edição surgiu, póstuma, em 1986. Desde então publicaram-se cerca de 500.000 exemplares em numerosos idiomas.


Deixa-me, leitor amigo, tomar comigo a tua alma e fazer-te pensar em virtudes naturais do homem. É sobre a natureza que a graça actua... Mas não te esqueças de que as minhas considerações, por muito humanas que te pareçam, como as escrevi – e vivi – para ti e para mim diante de Deus, serão, por força, sacerdotais. Oxalá estas páginas sejam de tal proveito (assim o peço a Nosso Senhor), que nos melhorem, e nos levem a deixar nesta vida, com as nossas obras, um sulco fecundo. (Sulco, Prólogo do autor)