Josemaría Escrivá Obras
347

Aconselhei-te a não te importares de fazer pequenas infantilidades: desde que esses actos não sejam rotineiros, não serão estéreis.

Um exemplo: suponhamos que uma alma, que vai pela via da infância espiritual, se sente movida a agasalhar todas as noites, nas horas do sono, uma imagem de madeira da Santíssima Virgem.

O entendimento rebela-se contra semelhante acção, por lhe parecer claramente inútil. Mas a alma pequena, tocada pela graça, vê perfeitamente que uma criança, por amor, actuaria assim.

Então, a vontade viril, que têm todos os que são espiritualmente pequenos, ergue-se, obrigando o entendimento a render-se... E se aquela alma infantil continua todos os dias a aconchegar a imagem de Nossa Senhora, faz também todos os dias uma pequena criancice fecunda aos olhos de Deus.

Anterior Ver capítulo Seguinte