Josemaría Escrivá Obras
330

- Menino, pobre burrinho: se, com Amor, Nosso Senhor limpou as tuas negras costas, habituadas ao esterco, e te aparelha com arreios de cetim e sobre eles põe jóias deslumbrantes, pobre burrico!, não te esqueças de que "podes", por culpa tua, deitar a magnífica carga ao chão..., mas tu sozinho "não podes" voltar a carregá-la.

Anterior Ver capítulo Seguinte