Josemaría Escrivá Obras
412

Que o fogo do teu Amor não seja um fogo--fátuo - ilusão, mentira de fogo, que nem ateia em labaredas o que toca, nem dá calor.

Anterior Ver capítulo Seguinte