Josemaría Escrivá Obras
130

Tira-me, Jesus, esta crosta suja de podridão sensual que me cobre o coração, para que sinta e siga com facilidade os apelos do Paráclito na minha alma.

Anterior Ver capítulo Seguinte