Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
  Caminho > O apóstolo > Cap 44
929

A Cruz sobre o teu peito?... - Está bem. Mas... a Cruz sobre os teus ombros, a Cruz na tua carne, a Cruz na tua inteligência. - Assim viverás por Cristo, com Cristo e em Cristo; só assim serás apóstolo.


930

Alma de apóstolo: primeiro, tu. - Disse o Senhor por São Mateus: "Muitos Me hão-de dizer no dia do juízo: Senhor, Senhor!, pois não profetizámos em teu nome, e não expulsámos em teu nome os demónios, e não fizemos muitos milagres? Então Eu lhes replicarei: nunca vos conheci por meus; apartai-vos de Mim, vos que praticais a iniquidade".

Não suceda - diz São Paulo - que, tendo pregado aos outros, eu venha a ser réprobo.


931

O génio militar de Santo Inácio apresenta--nos o demónio chamando inúmeros diabos e espalhando-os pelos Estados, províncias, cidades e lugares, depois de lhes ter feito "um sermão" em que os admoesta a lançar ferros e cadeias, não deixando ninguém em particular sem algemas...

Disseste-me que querias ser chefe; e... para que serve um chefe algemado?


932

Repara: os apóstolos, com todas as suas misérias patentes e inegáveis, eram sinceros, simples... transparentes.

Tu também tens misérias patentes e inegáveis. - Oxalá te não falte a simplicidade.


933

Contam de uma alma que ao dizer ao Senhor na oração: "Jesus, amo-Te", ouviu esta resposta do Céu: "Obras é que são amores, e não boas palavras".

Pensa se porventura não merecerás tu também esta carinhosa censura.


934

O zelo é uma loucura divina de apóstolo, que te desejo, e que tem estes sintomas: fome de intimidade com o Mestre; preocupação constante pelas almas; perseverança, que nada faz desfalecer.


935

Não durmas sobre os louros. - Se, humanamente falando, essa posição é incómoda e pouco galharda, quanto mais quando os louros - como neste caso - não forem teus, mas de Deus?


936

No Apostolado, estás para te submeteres, para te aniquilares; não para impor o teu critério pessoal.


937

Nunca sejais homens ou mulheres de acção longa e oração curta.


938

Procura viver de tal maneira que saibas privar-te voluntariamente da comodidade e bem-estar que acharias mal nos hábitos de outro homem de Deus.

Olha que és o grão de trigo de que fala o Evangelho. - Se te não enterras e morres, não haverá fruto.


939

Sede homens e mulheres do mundo, mas não sejais homens ou mulheres mundanos.


940

Não te esqueças de que a unidade é sintoma de vida; desunir-se é putrefacção, sinal certo de ser um cadáver.


941

Obedecer... - caminho seguro. Obedecer cegamente ao superior... - caminho de santidade. Obedecer no teu apostolado... - o único caminho, porque, numa obra de Deus, o espírito há-de ser: obedecer ou ir-se embora.


942

Lembra-te, meu filho, de que não és somente uma alma que se une a outras almas para fazer uma coisa boa.

Isso é muito..., mas é pouco. - És o Apóstolo que cumpre um mandato imperativo de Cristo.


943

Oxalá que, convivendo contigo, não se possa exclamar o que, com bastante razão, gritava determinada pessoa: "De honrados, estou até aqui...". E tocava no cocuruto da cabeça.


944

Tens de comunicar a outros Amor de Deus e zelo pelas almas, para que esses, por sua vez, peguem fogo a muitos mais que estão num terceiro plano, e cada um deste últimos aos seus companheiros de profissão.

De quantas calorias espirituais não precisas! - E que responsabilidade tão grande, se arrefeces! E (nem o quero pensar) que crime tão horroroso, se dás um mau exemplo!


945

É má disposição ouvir a palavra de Deus com espírito crítico.


946

Se quereis entregar-vos a Deus no mundo, mais do que sábios (quanto a elas, não é preciso serem sábias, basta que sejam sensatas), haveis de ser espirituais, muito unidos ao Senhor pela oração; haveis de trazer um manto invisível que cubra todos e cada um dos vossos sentidos e potências - orar, orar e orar; expiar, expiar e expiar.


947

Espantavas-te por eu aprovar a falta de "uniformidade" nesse apostolado em que trabalhas. E disse-te:

Unidade e variedade. - Haveis de ser tão diferentes, como diferentes são os Santos do Céu, que tem cada um as suas notas pessoais e especialíssimas. - E também tão parecidos uns com os outros como os Santos, que não seriam santos se cada um deles se não tivesse identificado com Cristo.


948

Tu filho predilecto de Deus, sente e vive a fraternidade, mas sem familiaridades.


949

Aspirar a ter cargos nas obras de apostolado é coisa inútil nesta vida, e para a outra Vida é um perigo.

Se Deus o quiser, hão-de chamar-te. - E então deves aceitar. - Mas não te esqueças de que em todos os lugares podes e deves santificar-te, porque para isso é que vieste.


950

Se pensas que, ao trabalhar por Cristo, os cargos são algo mais do que cargas, quantas amarguras te esperam!


951

Estar à frente de uma obra de apostolado é o mesmo que estar disposto a sofrer tudo de todos, com infinita caridade.


952

No trabalho apostólico não se pode perdoar a desobediência nem a duplicidade. - Tem em conta que simplicidade não é imprudência, nem indiscrição.


953

Tens a obrigação de pedir e de sacrificar-te pela pessoa e intenções de quem dirige a tua obra de apostolado. - Se és remisso no cumprimento desse dever, fazes-me pensar que te falta entusiasmo pelo teu caminho.


954

Leva ao extremo o respeito pelo superior quando te consultar e tiveres de contradizer as suas opiniões. - E nunca o contradigas diante dos que lhe estão sujeitos, mesmo que não tenha razão.


955

Na tua obra de apostolado, não temas os inimigos de fora, por maior que seja o seu poder. - Este é o inimigo terrível: a tua falta de "filiação" e a tua falta de "fraternidade".


956

Compreendo bem que te divirtam os desprezos - mesmo que venham de inimigos poderosos - desde que sintas a união com o teu Deus e com os teus irmãos de apostolado. - A ti, que te importa?


957

Comparo com frequência o trabalho de apostolado a uma máquina: rodas dentadas, êmbolos, válvulas, parafusos...

Pois a caridade - a tua caridade - é o lubrificante.


958

Acaba com esse "ar de suficiência" que isola da tua as almas que se aproximam de ti. - Escuta. E fala com simplicidade. Só assim crescerá em extensão e fecundidade o teu trabalho de apóstolo.


959

O desprezo e a perseguição são benditas provas da predilecção divina, mas não há prova e sinal de predilecção mais belos do que este: passar despercebido.


[Imprimir]
 
[Enviar]
 
[Palm]
 
[Gravar]
 
Traduzir ponto para:
Anterior Seguinte