Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
  Caminho > Alegria > Cap 31
657

A verdadeira virtude não é triste nem antipática, mas amavelmente alegre.


658

Se as coisas correm bem, alegremo-nos, bendizendo a Deus que dá o incremento. - Correm mal? - Alegremo-nos, bendizendo a Deus que nos fez participar da sua doce Cruz.


659

A alegria que deves ter não é aquela a que poderíamos chamar fisiológica, de animal sadio, mas uma outra, sobrenatural, que procede de abandonar tudo e de te abandonares a ti mesmo nos braços carinhosos do nosso Pai-Deus.


660

Nunca desanimes, se és apóstolo. - Não há contradição que não possas superar.

- Porque estás triste?


661

Cara séria..., maneiras bruscas..., aspecto ridículo..., ar antipático... É assim que esperas animar os outros a seguir Cristo?


662

Não há alegria? - Então pensa: há um obstáculo entre Deus e eu. - Quase sempre acertarás.


663

Para dar remédio à tua tristeza, pedes-me um conselho. - Vou dar-te uma receita que vem de boa mão - do apóstolo Tiago:

- "Tristatur aliquis vestrum?" estás triste, meu filho? - "Oret!" Faz oração! - Experimenta e verás.


664

Não estejas triste. - Tem uma visão mais... "nossa" - mais cristã - das coisas.


665

Quero que estejas sempre contente, porque a alegria é parte integrante do teu caminho.

- Pede essa mesma alegria sobrenatural para todos.


666

"Laetetur cor quaerentium Dominum"

- Alegre-se o coração dos que procuram o Senhor.

- Luz, para investigares o motivo da tua tristeza.


[Imprimir]
 
[Enviar]
 
[Palm]
 
[Gravar]
 
Traduzir ponto para:
Anterior Seguinte