Josemaría Escrivá Obras
 
 
 
 
 
 
  Caminho > Obediência > Cap 28
614

Nos trabalhos de apostolado não há desobediência pequena.


615

Tempera a tua vontade, viriliza a tua vontade; que seja, com a graça de Deus, como um esporão de aço.

- Só tendo uma vontade forte, saberás não a ter para obedecer.


616

Por essa demora, por essa passividade, por essa tua resistência em obedecer, como se ressente o apostolado e como se alegra o inimigo!


617

Obedecei, como nas mãos do artista obedece um instrumento - que não pára a considerar porque faz isto ou aquilo, certos de que nunca vos mandarão fazer nada que não seja bom e para toda a glória de Deus.


618

O inimigo: obedecerás... até nesse pormenor "ridículo"? - Tu, com a graça de Deus: obedecerei... até nesse pormenor "heróico".


619

Iniciativas. - Tem-nas, no teu apostolado, dentro dos limites do mandato que te outorgarem.

Se saem desses limites, ou tens dúvidas, consulta o superior, sem comunicares a ninguém os teus pensamentos.

- Nunca te esqueças de que és apenas um executor.


620

Se a obediência não te dá paz, é que és soberbo.


621

Que pena se quem te dirige não te dá exemplo!... - Mas porventura lhe obedeces pelas suas condições pessoais?... Ou será que, para tua comodidade, traduzes o "'obedite praepositis vestris' - obedecei aos vossos superiores", de São Paulo, com uma interpolação tua que venha a significar... sempre que o superior tenha virtudes ao meu gosto?


622

Que bem entendeste a obediência quanto me escrevias: "Obedecer sempre é ser mártir sem morrer"!


623

Mandam-te fazer uma coisa que julgas estéril e difícil. - Fá-la. - E verás que é fácil e fecunda.


624

Hierarquia. - Cada peça no seu lugar. - Que ficaria de um quadro de Velásquez se cada cor saísse do seu sítio, se cada fio da tela se soltasse, se cada pedaço de madeira do bastidor se separasse dos outros?


625

A tua obediência não merece esse nome se não estás decidido a renunciar ao teu trabalho pessoal mais florescente, quando quem de direito assim o dispuser.


626

Não é verdade, Senhor, que Te dava grande consolação a "subtileza" daquele homenzarrão--menino que, ao sentir o desapontamento que produz obedecer em coisas desagradáveis e em si repugnantes, Te dizia baixinho: Jesus, que eu faça boa cara!?


627

A tua obediência deve ser muda. Essa língua!


628

Agora que te custa obedecer, lembra-te do teu Senhor, "factus obediens usque ad mortem, mortem autem crucis" - obediente até à morte, e morte de cruz!


629

Que poder o da obediência! - O lago de Genesareth negava os seus peixes às redes de Pedro. Toda uma noite em vão.

- Agora, obediente, voltou a rede à água e pescaram "piscium multitudinem copiosam" - uma grande quantidade de peixes.

- Acredita: o milagre repete-se todos os dias.


[Imprimir]
 
[Enviar]
 
[Palm]
 
[Gravar]
 
Traduzir ponto para:
Anterior Seguinte